sábado, 14 de abril de 2012

HOQUEI PATINS - FC Porto - Genève 10-4


Uma vitória amarga

O FC Porto Império Bonança goleou os suíços do Genève, por 10-4, mas falhou o apuramento para a "final 8" da Liga Europeia, terminando no terceiro lugar do grupo C. Tal acontece por um mero golo, no desempate no confronto directo com Valdagno e Liceo de Corunha. Os espanhóis venceram em Itália pela conveniente margem de um tento (4-3), que assim apura ambas as formações.

No Dragão Caixa, o jogo teve pouca história. Os azuis e brancos dominaram por completo um encontro ingrato, isto porque o destino não estava por completo nas mãos dos portistas, que passaram os 50 minutos atentos ao que sucedia em Itália. A primeira parte foi morna e o segundo tempo cheio de golos, com Pedro Gil a brilhar mais alto, pelo “hat-trick” e pela espectacularidade dos tentos.

O FC Porto abriu o marcador bem cedo, aos três minutos, por intermédio de Pedro Moreira. O defesa-médio conduziu o contra-ataque e finalizou-o, na recarga a um remate de Reinaldo Ventura. O avançado falharia um penálti aos seis minutos e, depois disso, os Dragões preocuparam-se em controlar a partida, perante um adversário com bons jogadores (como os portugueses Sebastian Silva, guarda-redes, e o ex-portista Pedro Alves) e que mostrou alguma qualidade de jogo.

No entanto, os contra-ataques suíços não se revelaram particularmente perigosos. Do outro lado, os Dragões iam acertando nos postes (tal aconteceu por sete vezes na partida) e, aos 18 minutos, Tiago Santos teve um bom trabalho na área de grande penalidade, mas a bola não ultrapassou a linha de baliza. Apenas dois minutos depois, o português viria mesmo a marcar, após assistência de Pedro Gil, que conduziu um rápido contra-ataque.

A segunda parte foi bem mais agitada, com o Genève a mostrar não ter “pedalada” para 50 minutos. Pedro Alves reduziu para 2-1 logo nos primeiros segundos, mas o FC Porto respondeu logo de seguida, com Pedro Gil a converter o livre directo que castigou a décima falta do Genève. Os suíços voltaram a reduzir para a margem mínima, quando Pedro Alves converteu um penálti, aos 29 minutos.

Foi neste período que o Genève pareceu mais ameaçador, mas a ordem natural do jogo seria reposta nos minutos seguintes. Tiago Santos fez o 4-2, na recarga a um remate de Filipe Santos. Edo Bosch defendeu depois o livre directo de Pedro Alves, a castigar a décima falta dos portistas e, aos 31 minutos, Pedro Gil, num momento espectacular, ziguezagueou por entre um defesa contrário e o guarda-redes, fazendo o 5-2

Deixou de haver dúvidas sobre o vencedor e, nos minutos seguintes, a vantagem portista foi-se dilatando, nomeadamente através de contra-ataques venenosos. Assegurada estava também a margem de pelo menos dois golos que poderia ajudar a fazer as contas finais. De nada serviu a goleada, mas o público do Dragão Caixa prestou a justa homenagem ao esforço da equipa, ovacionando-a.

FICHA DE JOGO

FC Porto Império Bonança-Genève, 10-4
Liga Europeia, grupo C, sexta jornada
14 de Abril de 2012
Pavilhão Dragão Caixa, no Porto
Assistência: 824 espectadores

Árbitros: Josep Gomez (Espanha), Juan Melero (Espanha) e Sílvia Coelho (Portugal)

FC PORTO: Edo Bosch (g.r.), Filipe Santos (cap.), Pedro Moreira, Pedro Gil e Reinaldo Ventura
Jogaram ainda: Caio, Tiago Santos, Gonçalo Suíssas, Nelson Filipe (g.r.) e Nelson Pereira
Treinador: Tó Neves

ÓQUEI DE BARCELOS: Sebastian Silva (g.r.), Forel (cap.), Ortola, Jimenez e Pedro Alves
Jogaram ainda: Vale, Simons, Rossel e Matter
Treinador: Pedro Antunes

Ao intervalo: 2-0
Marcadores: Pedro Moreira (3m e 48m), Tiago Santos (20m), Pedro Alves (26m e 29m, pen.), Pedro Gil (27m, 31m e 43m), Tiago Santos (30m), Simons (37m), Gonçalo Suíssas (38m), Nelson Pereira (43m), Reinaldo Ventura (44m) e Vale (49m)
Disciplina: cartão azul para Pedro Moreira (40m)

Sem comentários:

Enviar um comentário