sexta-feira, 4 de maio de 2012


MIGUEL SISKA



1938/39 - Foi um título sofrido. O F. C. Porto tinha um passivo de 200 contos, telefones cortados e salários em atraso. O treinador Miguel Siska foi um dos rostos do sucesso. Copiou do Salgueiros o sistema de prémios - cada vitória valia 20 escudos, o empate 10. O título decidiu-se na Constituição, onde o empate (3-3) serviu o F. C. Porto e tramou o Benfica. E onde um golo polémico anulado aos encarnados motivou o primeiro corte de relações.

Sem comentários:

Enviar um comentário